Pesquisas

Erupções cutâneas, tratamento e prevenção


Erupções cutâneas: quais são as causas que o desencadeiam, os sintomas e quais as soluções mais eficazes para prevenir e tratar esta perturbação incómoda.

A erupção cutânea é uma mudança repentina e anormal na cor e textura da pele, que fica coberta de manchas ou saliências. Ocorre após inflamação da pele na forma de pústulas, pápulas, escamas, vesículas, ulcerações, furúnculos ou furúnculos.

Erupções, as causas

As causas que determinam o surgimento dessa inflamação cutânea podem ser atribuídas a vários fatores. A erupção pode ser desencadeada, direta ou indiretamente, por meio de:

  • bactérias
  • infecções virais
  • cogumelos

Entre as causas mais frequentes de erupções cutâneas, temos o eczema, uma ração inflamatória da pele que se apresenta com manchas claras para posteriormente se transformar em bolhas e finalmente em crostas, mesmo de grandes dimensões.

Outras causas podem ser:

  • o fogo de Santo Antônio
  • acne
  • urticária
  • herpes simplex
  • psoríase
  • o vírus HIV
  • as clássicas doenças infecciosas infantis: sarampo, catapora, escarlatina e rubéola
  • estreptococos, estafilococos aureus
  • a candida
  • sarna
  • abuso de drogas
  • picadas de inseto.

Erupção cutânea, sintomas

A erupção pode causar dor, descamação e pequenos inchaços. entre os sintomas mais comuns mencionamos:

  • Coceira constante
  • Vermelhidão da pele
  • Pele seca e descamada
  • Formação de vesículas

Erupções cutâneas, cuidados

O tratamento varia de acordo com a causa que desencadeou a inflamação da pele. O atendimento mais adequado é de responsabilidade do especialista (dermatologista), que com base nas investigações colhidas e na observação das lesões poderá identificar a causa que desencadeou o problema. Dada a complexidade do transtorno, não é recomendável recorrer a terapias improvisadas ou do tipo faça você mesmo.

Hoje, existem várias terapias para tratar esse transtorno. No caso das doenças leves, a primeira recomendação é seguir hábitos corretos que prevejam uma higiene adequada da pele e uma alimentação rica em vitamina E e vitamina C, por sua ação antioxidante.

Geralmente, as terapias são farmacológicas: pomadas, cremes calmantes, antiinflamatórios corticosteroides, antifúngicos, antibióticos e, no caso de erupções cutâneas causadas por reações alérgicas, o tratamento envolve o uso de anti-histamínicos.

Além do tratamento medicamentoso, é possível tratar a erupção por meio de técnicas instrumentais, como:

  • Terapia a laser: muito adequada para pequenas lesões de acne
  • Fototerapia: muito eficaz no caso de dermatites e psoríase. Atenção, seu uso deve ser prescrito exclusivamente pelo especialista.

Erupções cutâneas, remédios naturais

Como já mencionado, nos primeiros sintomas de irritação cutânea é bom consultar um especialista. De qualquer forma, é possível amenizar os sintomas desse transtorno fazendo uso de remédios naturais que envolvem o uso de produtos encontrados na fitoterapia e ingredientes naturais facilmente encontrados na despensa

  • Cremes naturais: os cremes à base de calêndula e arnica são eficazes para aliviar a coceira
  • Decocções à base de bardana e urze: as decocções também são eficazes no alívio dos sintomas, graças à sua ação purificadora e descongestionante.
  • Envolvimentos com folhas de bananeira secas: são uma opção válida em caso de acne, graças à sua ação adstringente
  • Óleo de coco orgânico: está entre os melhores remédios naturais para acalmar erupções cutâneas. É rico em ácidos graxos, antioxidantes, vitaminas e minerais, substâncias úteis para a saúde da pele
  • Aveia: é muito indicada para acalmar erupções cutâneas graças ao seu poderoso efeito antioxidante e antiinflamatório. Basta fazer uma mistura adicionando um pouco de água destilada. Aplicar diretamente na erupção, deixando agir por cerca de 20 minutos
  • Óleo de jojoba: reduz os sintomas de erupções cutâneas graças à sua ação antiinflamatória e hidratante
  • Óleo essencial de camomila: ajuda a reduzir a irritação e acelerar a cicatrização de manchas vermelhas que causam queimaduras graças às suas propriedades calmantes
  • Bicarbonato de sódio: as múltiplas utilizações deste precioso ingrediente nunca nos surpreenderão! Possui propriedades benéficas que ajudam a restaurar o pH da pele. Por este motivo, é eficaz para acalmar erupções cutâneas e alergias.

Erupção cutânea, prevenção

A erupção dificilmente pode ser prevenida, mas se for episódios leves, existem alguns hábitos que podemos seguir para prevenir este distúrbio:

  • Evite situações que causem estresse
  • Não use tecidos irritantes e sintéticos e produtos químicos agressivos, como sabonetes, detergentes e solventes
  • Hidrate sua pele todos os dias
  • Beba pelo menos 8 copos de água por dia
  • Evite mudanças repentinas de temperatura e umidade
  • Evite situações que causam suor excessivo e superaquecimento


Vídeo: O que causa uma erupção cutânea de faringite?? (Dezembro 2021).