Transporte

Interports inteligentes para cidades inteligentes


Não há cidade inteligente sem transporte inteligente. A cidade inteligente necessita de portos modernos, tecnologicamente avançados e logisticamente interligados a nível continental com as redes logísticas dos operadores de transportes europeus. Diferentes opções de entrega também são necessárias.

Transportes modernos onde as mercadorias chegam e saem classificadas para entrega por estrada usando veículos ZEV (Veículo de emissão zero) ou de trem, talvez usando o conversão de ramais ferroviários desativados.

“Os italianos interports - afirmado neste tópico Daniela Ruffino, presidente da Interport Company of Turin S.I.TOdevo tornam-se assuntos decisivos na construção de concessionárias de cidades inteligentes. A sua natureza de pólos de interligação de bens de e para as cidades coloca-os na posição de protagonista privilegiado desta transformação ”.

Os transportes são a interface privilegiada das relações económico-distributivas do território: por um lado interagem com as áreas de mercado macrorregionais e supranacionais, por outro se propõem como protagonista da distribuição dos mesmos bens na área metropolitana.

O Interport de Turim, elo entre a intermodalidade europeia e a distribuição urbana no tecido urbano, promoveu um projeto que visa distribuição limpa que é proposto ao mesmo tempo em um projeto de construção mais amplo da cidade inteligente.

“O projeto piloto que estudamos - disse o presidente do S.I.TO - pretende transformar plataformas logísticas como o Interport de Torino em verdadeiros pólos de desenvolvimento capazes de conjugar o conceito de intermodalidade com o de distribuição local com sistemas ambientalmente limpos”.

“Paralelo ao projeto do distribuição limpa de bensRuffino adicionado - nós apresentamos o Projeto E-park que pretende fazer do Freight Village uma plataforma de referência para o abastecimento de energia de veículos comerciais e não, a serviço de todo o sistema metropolitano ”.



Vídeo: Cidade Inteligente (Dezembro 2021).